Conheça os melhores rios para pesca no Brasil

O Brasil é um país que parece ter sido forjado para os pescadores. Banhado pelo Oceano Atlântico, em toda praia que se vá há alguém pescando. Além de toda a extensão litorânea, de sul a norte, existe uma quantidade enorme de água doce. Estima-se que 14% das reservas de água doce do planeta ficam aqui. Com isso, é fácil imaginar a quantidade de rios para pesca existentes no Brasil.

São centenas de espécies de tamanhos, cores e sabores diversos. Pescadores experientes ou mesmo turistas bem-aventurados gostam de realizar pescas para satisfazer seu jantar ou mesmo como esporte, devolvendo aos rios o que é deles.

Para você que gosta de uma boa pescaria, preparamos este artigo com os principais rios para pesca no Brasil. Está pronto? Pegue seu caderninho, anote e prepare sua próxima viagem!

Rio Paraguai (Pantanal)

O Rio Paraguai faz parte do Pantanal Mato-grossense e cruza os estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, até o Rio Paraná. Por toda sua extensão existem muitos pontos para pesca, como nas cidades de Poconé e Cáceres, no Mato Grosso, ou Corumbá e Porto Murtinho, no vizinho do sul.

A época preferida e mais indicada para os pescadores é entre os meses de junho e julho, no inverno. Durante estes meses o rio está mais baixo, o que favorece a pescaria de pintados, pacus, surubins e jaús, que aparecem com seus cardumes.

Além dos meses de inverno, é permitido pescar no Rio Paraguai entre março e outubro. São mais de 260 espécies a serem encontradas – e pescadas – pelos visitantes. Um prato cheio a todos os pescadores.

Rio Araguaia

Outro grande rio para pesca no Brasil, o Araguaia cruza os estados do Pará, Tocantins e Goiás, ao longo de seus 2,6 mil quilômetros de extensão. Ou seja, possui muitos pontos para pesca, com paisagens que encantam a todos os pescadores.

A região ribeirinha é preparada para receber os pescadores, que chegam de todos os cantos do país. Iscas naturais e artificiais podem ser utilizadas para pescar dourados, pirararas, cachorras, filhotes, tucunarés, dentre outras tantas espécies.

A melhor época para a pesca no Rio Araguaia é entre abril e junho, que são os meses onde o rio está mais baixo e possibilita o encontro de cardumes.

No Rio Araguaia, no entanto, a pesca predatória é proibida. Ou seja, todos os peixes devem ser devolvidos após capturados. No Rio Araguaia o importante é a diversão, mais do que qualquer coisa.

Rio Negro

É claro que o estado do Amazonas não ficaria de fora da nossa lista. O primeiro rio amazonense é o Rio Negro, com seus imensos tucunarés, que são um desafio aos pescadores que se aventuram rio adentro. Por esse motivo, é um rio onde os pescadores mais experientes costumam ir.

Além do tucunaré, outras espécies são muito abundantes, com uma diversidade ímpar nos rios para pesca no Brasil. Além das espécies de peixes, a visita ao Rio Negro é recompensada pela rica biodiversidade da floresta amazônica, que deixa os pescadores boquiabertos pela variedade de plantas e árvores.

Sete peixes para você pescar no Brasil

E aí, o que achou da nossa lista?

É claro que existem outros tantos rios para pesca no Brasil. Cada estado, cada cidade possui seu canto especial, com espécies nativas e conhecidas.

A pesca é uma atividade de lazer. Quando acompanhada de amigos e da família vira um ótimo programa. Além de conhecer os melhores rios, vamos apresentar sete espécies que são mais encontradas neles e que você certamente vai se deparar quando for algum desses lugares.

  • Pintado: encontrado em lagos, praias e rios, chega a até 1 metro de comprimento;
  • Dourado: encontrado em profusão no estado do Paraná e chega a 1,5 metro de comprimento;
  • Tucunaré: possui mais de uma variação dentro da espécie e o habitat depende de cada uma. É um peixe com mandíbula grande, que se alimenta de outros peixes;
  • Pirarara: abundante na região Norte do Brasil, pescadores do Araguaia encontram este peixe com frequência. Ele pode chegar a 1,4 metro e pesar mais de 50 Kg;
  • Pirarucu: também encontrado na região norte, o pirarucu é ainda maior do que a pirarara, chegando a 2,5 metro de comprimento e podendo pesar mais de 200 Kg;
  • Bicuda: com o corpo comprido, a bicuda chega a 1 metro, mas pesa por volta de 5Kg. Seu habitat é a região amazônica;
  • Saicanga: a saicanga é uma pequena valente. Muito agitada, mede cerca de 20 cm e tem aproximadamente 500g de peso.

Vale destacar que a pesca esportiva possui regras, como cotas para transporte e captura, tamanho mínimo, áreas permitidas específicas.

Carteirinha de pescador amador

Alguns pescadores que estão acompanhando este artigo já devem possuir, mas quem está iniciando nas aventuras divertidas da pesca amadora, necessita da carteirinha de pescador amador.

Ela é emitida pela Secretaria de Agricultura e Pesca/SAP/MAPA, com validade de um ano, em todo o território nacional. O Registro de Pescador Amador ou Esportiva é aquele que não possui cunho comercial. Ou seja, o pescador pega os peixes para consumo próprio, para devolver ao mar, utilizar como isca, etc.

No entanto, devem ser respeitadas algumas restrições, que estão relacionadas às normas de estados, municípios, além do respeito à distância de cachoeiras e corredeiras (200m), saídas de efluentes, confluências e desembocaduras de rios, lagoas, lagos e reservatórios (500m), barragens e hidrelétricas (mil metros), mecanismos de transposição de peixes (1.500m).

Aqui na Tuiuiu fazemos a carteirinha para você. Para isso, basta nos visitar, já que precisamos realizar o cadastro no site do governo.

Agora que você já sabe quais os melhores rios para pesca no Brasil, escolha seu próximo destino, arrume seus equipamentos e boa pescaria! Aproveite para conhecer nosso site e adquirir novos produtos para não perder nenhum momento de suas experiências.Se quiser conhecer um pouco mais sobre pesca, recomendamos a leitura da Bíblia do Pescador, que tem as melhores informações da área.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *